Páginas

01/12/2021

º Poema de Natal! º


Minha participação no 1º Encontro Temático, poema de Natal,  lá do blog do Juvenal:

Era época de Natal, 
cores ,brilhos pelo ar.
Ela não sabia poetar,
mas gostava de participar.
Pensou, pensou, decidiu...
Tenho tanto a agradecer, 
vencemos a pandemia, 
aqui estamos a festejar.
Portanto a melhor poesia,
são duas mãos ao alto juntar!
Olhos e corações ao Alto,
por tudo até agora,graças dar!

Feliz Natal!

Participem também!Vejam AQUI!

beijos, chica

 

28/11/2021

º Viajante do tempo... º

 


Desafio de Novembro , do blog da Marta Vinhais.

O desafio deste mês é simples:

A palavra chave do poema é " tempo " mas não é sobre o tempo que devem escrever.

A partir das palavras " viajante" e " prisioneiro", escrevam um pequeno texto/poema/comentário sobre o que nos liberta e o que nos prende à vida, ao Mundo.
Obrigatório começar o texto/poema/comentário:

" Não sei o que aconteceu"...

 Ficou assim minha participação:

Não sei o que aconteceu...
Viajante do tempo, nesse mundo cheguei. 
Há tanto tempo aqui estou, nele muito já andei.
Pelos caminhos, por vezes tortuosos, sempre procurei aprender.

Mas nem sempre tive sabedoria de parar, não me deixar pela pressa aprisionar. Pressa essa que pode, por vezes caminhos encurtar, porém nos faz perder "paisagens do caminho"...

E além disso, até hoje percebi que o que mais nos  liberta é o amor que podemos dar, amor sem amarrar, sem nada em troca querer ou esperar, amor que só por ele, ficamos presos ao viver!

Não nos deixemos em nada como autômatos nos comportar...Precisamos em tudo do  sentir!

Então, repensando, até sei o que aconteceu: não sejamos "prisioneiros" de nada, mas saibamos bem  pela e na vida "viajar".


Participel lá na Marta também!

beijos, chica

22/11/2021

º O esquecimento... º

Foto trouxe do Twitter da Magali

O dia havia sido magnífico.
Roberto e Mariana num parque a passear, fizeram piquenique e tiveram um lindo tempo à sós, para finalmente,  conversar e ficar juntos . 

Na sua casa, a mãe super protetora e rígida, não os deixava nunca sozinhos ficar.
Assim, naquele dia, com a desculpa de fazer trabalhos para sua escola, resolveram as regras quebrar.
Precisavam tudo e mais um pouco aproveitar. 

E assim o fizeram...

Foi tudo lindo, agradável e tranquilo até que, de repente, viram a vizinha da casa perto deles se aproximar.
 
Deu tempo de fugirem sem serem percebidos, porém, Roberto na corrida nem lembrou de pegar seus óculos que havia deixado num  improvisado "cabide".

Mariana  voltou pra casa feliz e pouco depois, recebe um telefonema:
_ Amanhã, antes de irmos à escola, vamos lá no nosso parque? Preciso de ajuda para o  nosso lugar ver se encontro meus óculos...

Na manhã seguinte foram, encontraram o par de óculos, banhados de orvalho...

Trocaram beijos de alegria e cada um foi seu dia recomeçar...

Teria sido uma desculpa o esquecimento?  
Nem importava!
De qualquer forma, valeu a pena!


 

15/11/2021

º Enrolações... º

 



Até na natureza podemos ver "enrolações"...
Mas tudo segue e até parece enfeite...


Desenrole-se ou aproveite a oportunidade...

Siga!

bjs, chica