28/09/2020

º A pecadora... º



Lia passava seus dias, já na velhice, fazendo trabalhos,  tricotando bem quietinha no seu canto.

Fazia trilhas compridas, de cores diversas, emendadas umas nas outras.

Ali ficava. Quem olhasse para seu semblante ,via "cara de paisagem"...

A família , curiosa, perguntava o que seria aquilo.

Ela se negava a responder.

-Ao tempo certo, saberão! Dizia.

Um dia, não mais trabalhou. Largou as agulhas, fios e lãs...

Sentiu que ia morrer...

Chamou os filhos e avisou que ali, no seu trabalho, estavam seus segredos.

A cada cor, um amor...

_E por que o final foi todo em preto?

_Foi o tempo que passei só com o pai de vocês!



* Eta véinha animada essa,rs...
Pior que não morreu e teve que dar todas explicações possíveis,rs...
Vamos brincar,né? 😀😀😀😀

beijos,chica

20/09/2020

º O Equívoco º


 Vi aqui


Abre a janela
gritava Manoel à  Maria!
Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, que Manoel não mais queria
nem sequer à janela aparecia!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Aquela cena por lá na vila se repetia
mas a moça, o pobre homem, não via!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

O que ele por conta ainda não se tinha dado
 é que Maria, por outro estava apaixonada.

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, então, após dias e dias daquela gritaria
sabia, faria algo e ele se arrependeria!

Chega a hora, como sempre , podia até no relógio marcar...
Lá chegava ele, com seu vozeirão a gritar!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, já há dias havia aquilo planejado
 e até por dentro ,imaginando a cena, podia sorrir.

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria nessa hora, um líquido mal cheiroso pela janela jogou...
Manoel, sem jeito, todo molhado, nem mesmo assim a voz calou:


Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!
Tua casa disso está precisada
nunca vi moça tão mal educada!

Bem saibas que apenas livros estava a te oferecer
queria que saísses da escuridão. Oferecia a luz do saber!


Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!
Pode ser que com ele te iluminando,
GENTE saibas, enfim  te tornar!

Maria ,só então conta se deu
 um mal entendido havia acontecido...

Manoel  livros estava a vender
 era esse , o sol, que estava a oferecer...

Não podia ver mentes enclausuradas
oferecia frestas de luz e de saber!

 chica

* Vi no blog da Vall Nunes e fui ver de perto lá no blog do Rodrigo Meyer, que criou o desafio, com  temática LIVROS!
Assim, longe de ser poeta, mas gosto de participar e brincar, "poetando"  do meu jeito...

Participem vocês também!   

beijos, chica

18/09/2020

º A presença, na volta do sonho e tempo... º







Era névoa, neblina densa...

Jerrye insistia em caminhar...

O fazia como se algo procurasse

para todos os lados ,estava a olhar...




Nada via e, pela estrada, prosseguia

Era insistente, teimosa,

 sabia que o iria encontrar

De repente, uma parada...




Olha ao longe...

- É aqui! É aqui!

Sinto a energia, sinto o brilho

do girassol que, em sonho, plantei aqui...




Jerrye avança, caminha bem direcionada

ainda que neblina não deixasse ver quase nada...




As névoas então já se dissipam

olha, vê algo a lhe sorrir...

Era ele, amarelo e lindo,

que do sonho, passou a existir...




Hoje ela o tem em sua lembrança

e lhe acompanhará até da vida o final




Aquele girassol, do seu tempo de criança

nunca deixará que lhe aconteça o mal!

chica



12/09/2020

º Equilíbrio ... º

Foto da Manu


A taça no muro da varanda 
linda e tão bem equilibrada,
uma coisa pode bem a todos confirmar...
Quem a conseguiu deixar assim, 
tão segura e bem colocada,
Ainda de pilequinho, 
não conseguiu ficar...
Tomara nem fique!!!😊😊😊

chica