31/12/2020

º Seguimos... º



Essa é minha participação no Desafio Literário lá da Roselia Bezerra 



Vi essa foto AQUI e me inspirei...
( Cliquem pra ampliar!)

Segue o homem pelo caminho. 
Há muito a percorrer...
Mas ele carrega doçura, 
alegria,  onde chegar vai ter!

Que cada um de nós,
 nesse ano que inicia
carreguemos sempre amor, 
tenhamos muita alegria!

Por mais longo seja o caminho,
coragem ,fé, esperança,
depois dos temporais, 
sempre chega a bonança...


 Assim seja 2021 pra todos que aqui passarem e suas famílias!
Carreguemos essa esperança de dias doces ganhar!


beijos, chica

ATENÇÃO

Por motivos de força maior, Roselia não pode estar lendo,nem respondendo os comentários da sua BC. Pediu então que assumisse e trouxesse pra cá os participantes. Assim, coloco aqui abaixo! Vamos torcer pra que ela possa tudo reassumir!

1- Vall Nunes






7 - Ailime


9 - Angela





14/12/2020

ºAlegria na simplicidade do Natal... º


Essa minha participação na XI INTERAÇÃO FRATERNA DE NATAL  
 

Mais um ano interagindo nessa  linda festa  de amigos que Roselia pensa e prepara com o maior carinho......

Esse ano, tudo foi tão diferente e até agora assim está .

Mesmo assim, vemos o consumismo falando alto com os shoppings extrapolando em gastos  com suas decorações, atiçando o consumo.  

Não estive em nenhum deles o ano todo e creio também não irei  neles até o Natal.

As lembrancinhas serão adquiridas virtualmente, on line, como tudo que entrou aqui nesse ano.

Penso que será um Natal mais verdadeiro. 

Talvez as pessoas tenham aprendido que nesse ano, ficou evidente a vida e a gratidão por ela.. Assim espero!

Assim, até as reuniões de famílias serão diferentes. Menos gente ainda ,todos mascarados, menos abraços... Todos cuidados deveremos ter!

Mas isso não deverá afetar   a manjedoura que preparamos em cada dos nossos corações pra receber o Menino que vai nascer.

A simplicidade deverá estar presente  ao invés de  grandes festas, grandes ajuntamentos, grandes presentes, pacotões enormes... 

O presente maior, será dado novamente, como nunca deveria ter sido diferente: o valor ao aniversariante do dia que tanto amor nos dá  e para o Papai Noel, creio que todos pediremos a vacina, uma vacina que seja acessível para nos libertar e novamente viver!

Que cada um tenha o coração limpo, forrado com alegria, esperança, fé, muito amor e que o Natal permaneça em nós todos os dias...

Feliz Natal pra cada um que aqui passar!

Que a simplicidade impere em cada coração e ela nos ajude a ver o real sentido dessa festa!
Recebi por email, adorei a simplicidade e engenhocas perfeitas...


beijos, chica

* Por motivos pessoais, tive que adiantar. A data certa  é amanhã, dia 15,tá?

* Volto em janeiro!!! Inté! 



09/12/2020

º Assopremos... º

Foto apareceu pano fundo meu PC

O que te chama mais atenção nessa imagem?

Por vezes, nos detemos apenas nas nuvens escuras, assustadoras...

Agindo assim, esquecemos de ver  os dourados reflexos que também ali, bem  ao lado delas, podemos ver, nas aberturas das grandes nuvens. 

Olhar o todo... 

Ver que mesmo as ameaças, podem nos fazer querer focar na luz e brilho. 

E assim, quando conseguimos, continuamos muiiiiiiito nmelhor! Sem dúvida!

Assopremos  mentalmente nossas nuvens ameaçadoras e tomemos banhos com as irradiações da LUZ!

beijos, chica

30/11/2020

º Desafio Literário: Natal º

 


Esse Desafio é uma interação entre as plataformas Blogspot (Blogger) e WordPress.Assim já tivemos:

Setembro:Rodrigo Meyer, o idealizador, deu início com a palavra LIVRO.

Outubro:Sandro Ernesto continuou o desafio, com a palavra PAZ.

Novembro,Vall Nunes escolheu a palavra ORAÇÃO     

Para DEZEMBRO ,Vall me me passou a incumbência...Obrigadão,Vall!

Após pensar, aceitei e escolhi uma palavra bem propícia à época : NATAL

As regras continuam:

1. Escrever um texto no formato que preferir (poesia/prosa...).
2. Postar no seu blog e em outras mídias,se possuir.
3. Deixar o link de sua postagem aqui nos comentários



  

28/11/2020

º Cuidados e pensamentos... º



A imagem tão linda e aparentemente inofensiva, nos encanta o olhar!
Porém, nem pensamos que, por trás dela, perigo está a  revelar!
No alto andar, um vaso na janela...
E se um acidente acontecer?
Poderá o vaso  com as flores num carro na garagem lá no pátio ou a cabeça de alguém surpreender!
Sempre perigos a nos rondar! 
Cabe a nós, antes de cada gesto, bem pensar!

chica

17/11/2020

º Fragilidade... º




A vida de Gema era sempre tudo o oposto aos seu nome...
Nada às claras...

Quando quis se abrir, sua "casca" quebrou...

chica


 


 

01/11/2020

º Com fé.... º

Essa a minha participação no DESAFIO LITERÁRIO, proposto esse mês, pela Vall Nunes. Ela escolheu o tema ORAÇÃO...
Cabe ressaltar que o idealizador foi Rodrigo Meyer  e depois passou para o Sandro Ernesto.


Imagem daqui

A seca estava grande
já faltavam alimentos

Zeca olhava pro céu
olhava pro cinco filhos

a mulher sem poder cozinhar
via os filhos todos a definhar

Com muita devoção,
grudava-se à oração.

No radinho, já com fraca bateria
uma notícia de repente ouvia:

"Chuvas , destruição, alagamentos"... 


Pra eles ela tanto faltava...
Mas, num outro lugar 
aquilo era motivo de tormentos.

Vai, chama a família e aquilo conta
se ajoelham todos no duro chão.

Pedem que a natureza
tenha pena da pobreza
que assola o seu cantão

Pedem ainda que ela seja boa
e não faça morrer tantas pessoas...

Vão dormir,
só com um pirão no estômago pra disfarçar
amanhã novo dia
com fé vão começar!

De repente, um cheirinho invade o ar
chegam até a porta e todos se põe a festejar

Zeca grita de alegria:
_É a bendita chuva que enfim chegou!

Vamos bem começar nosso dia
não esquecendo de agradecer àquele que a nós a mandou...

Um dos pequenos, preocupado com  o que ouvira, sempre atento, grita:

_ Mas papai, será que lá naquele outro lugar ela parou?
Senão, vamos de novo nos ajoelhar no chão e por eles rezar!

chica

Fica no ar de 01.11 até 30 novembro!  
Dá tempo!  
Vale interagir!





21/10/2020

º Acontece, a vida é assim!!! º

 Pois é!...

Após quase 7 meses de confinamento, nos privando de conviver com a família, abraçar, apertar e afofar a netinha , abraçar filhos e netos, de repente, uma dor, desvia o rumo de tudo e nos coloca aonde??? 

Sim, no lugar que cura, mas onde tantos e tantos vírus circula à vontade. Gente de todos os cantos da cidade e arredores ali se internam pra cura. Tal cura não somente de doenças normais,  em alas separadas, mas sempre ali, há a dos pacientes COVID.

A determinação a cada consulta era sempre que quanto menos entrássemos em hospitais justamente por isso...

Enfim, após uma consulta na emergência, a internação...Fazer o quê? Encarar e torcer pra ficar bem! Eu, como acompanhante do Kiko, altamente exposta, pois circulava pra lá e cá... Nessa hora. esquecer grupo de risco é preciso, pra não enlouquecer...

Assim, encaramos, torcemos, sofremos a cada resultado ruim, vibramos pelos bons... Graças à Deus, com conhecimento( pouco mas válido) assim que ele ia para os setores diversos para exames, lá estava eu  entrando no site e buscando os resultados. Via os laudos, antes mesmo do médico responsável. Depois ficava com "cara de paisagem" escutando os resultados...

Porém ,ainda bem, tenho um espírito de procurar não fixar no ruim. Achar coisas boas e tentar fazer rir...Mesmo nas piores horas, graças ao nosso grupo de família, fizemos Kiko dar boas risadas, mesmo na cama...

Pra isso tudo valeu...

Importava o sorriso, nem que por poucos minutos. Acredito que um sorriso, faz tudo valer a pena e é um grande auxiliar da cura!

Nos momentos em que ele dormia e eu insone, me perguntava e refletia. 

Evitamos locais com aglomeração, nos comportamos exatamente como pede a pandemia e no entanto, aqui dentro estamos sendo atendidos por funcionários que por vezes, pra aqui chegar, pegam dois ônibus cheios de gente, vivem nos arredores da cidade e nem sabemos como...

E assim, aprendemos a ver a vida com outros olhos e umbigos...

Agora, vamos ao que nos fez rir por aqui... Nada mais complicado numa internação do que a hora do banheiro... Ele não tem tranca, isso por si só, já tranca outra coisa, pelo medo de que entrasse alguém...

Assim, o jeito pegar o cadeirão de banho, colocar diante da porta pra evitar...

 Mas com Kiko, a saga foi diferente...A cada vez que levantava para ir ao banheiro, pronto: chegava algum atendente...Parecia um complô, rs..

Outro dia, aproveitando o banheiro lá do restaurante, pois poderia ser trancado normalmente, a véia maluca ao dele sair, perdeu o sentido de orientação, acho que por tantos dias nessa situação ,ficamos desnorteadas... Não sabia onde estava, tive que respirar fundo, fingir que falava ao telefone, olhar, olhar, pro caminho reencontrar. Pode??? Que situação!

E assim, entre essas e outra aprontadas, os dias passaram e chegou a hora da sonhada alta! UFA!


Agora em casa, as coisas e ajeitam e seguimos firmes, vida que segue ,achar alegria é sempre válido e necessário. Se nos deixarmos abater e ficar cinzas, credo!  Não adianta de nada, aliás SÓ ATRAPALHA!

Então, por isso, mesmo nas piores horas, vamos vibrar, curtir os bons momentos, por vezes apenas "pedacinhos de luz", mas que valem e acreditando, tudo muda!


beijos, agradecendo aqui também todas orações e boas palavras e desejos!

chica


 

01/10/2020

º PAZ º



* Essa é minha participação no DESAFIO proposto pelo Sandro- Panografias.

O tema do mês é PAZ  e se encerra em 30 outubro. Dá tempo! Participem! 



Estar em paz é o que queremos
viver a paz a cada momento
estar em paz é o que buscamos
sem ela, a vida é tormento.

Estando conosco em paz
com nosso silêncio interior
conservando-a dentro de nós
melhor aguentamos, seja lá o que for...

Nas caminhadas pela vida
precisamos muito aprender
buscando a Paz tão querida
e não a deixarmos perder.

Barulhos, ruídos e altos sons
podem nossos ouvidos maltratar
mas se nosso silêncio for dos bons
a quietude não nos vai faltar.

Precisamos muita humildade
ao nosso progresso perceber
pra nessa vida , de verdade
a nossa paz pelo menos, viver...

chica



28/09/2020

º A pecadora... º



Lia passava seus dias, já na velhice, fazendo trabalhos,  tricotando bem quietinha no seu canto.

Fazia trilhas compridas, de cores diversas, emendadas umas nas outras.

Ali ficava. Quem olhasse para seu semblante ,via "cara de paisagem"...

A família , curiosa, perguntava o que seria aquilo.

Ela se negava a responder.

-Ao tempo certo, saberão! Dizia.

Um dia, não mais trabalhou. Largou as agulhas, fios e lãs...

Sentiu que ia morrer...

Chamou os filhos e avisou que ali, no seu trabalho, estavam seus segredos.

A cada cor, um amor...

_E por que o final foi todo em preto?

_Foi o tempo que passei só com o pai de vocês!



* Eta véinha animada essa,rs...
Pior que não morreu e teve que dar todas explicações possíveis,rs...
Vamos brincar,né? 😀😀😀😀

beijos,chica

20/09/2020

º O Equívoco º


 Vi aqui


Abre a janela
gritava Manoel à  Maria!
Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, que Manoel não mais queria
nem sequer à janela aparecia!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Aquela cena por lá na vila se repetia
mas a moça, o pobre homem, não via!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

O que ele por conta ainda não se tinha dado
 é que Maria, por outro estava apaixonada.

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, então, após dias e dias daquela gritaria
sabia, faria algo e ele se arrependeria!

Chega a hora, como sempre , podia até no relógio marcar...
Lá chegava ele, com seu vozeirão a gritar!

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria, já há dias havia aquilo planejado
 e até por dentro ,imaginando a cena, podia sorrir.

Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!

Maria nessa hora, um líquido mal cheiroso pela janela jogou...
Manoel, sem jeito, todo molhado, nem mesmo assim a voz calou:


Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!
Tua casa disso está precisada
nunca vi moça tão mal educada!

Bem saibas que apenas livros estava a te oferecer
queria que saísses da escuridão. Oferecia a luz do saber!


Deixa entrar o sol!
Deixa o sol entrar!
Pode ser que com ele te iluminando,
GENTE saibas, enfim  te tornar!

Maria ,só então conta se deu
 um mal entendido havia acontecido...

Manoel  livros estava a vender
 era esse , o sol, que estava a oferecer...

Não podia ver mentes enclausuradas
oferecia frestas de luz e de saber!

 chica

* Vi no blog da Vall Nunes e fui ver de perto lá no blog do Rodrigo Meyer, que criou o desafio, com  temática LIVROS!
Assim, longe de ser poeta, mas gosto de participar e brincar, "poetando"  do meu jeito...

Participem vocês também!   

beijos, chica

18/09/2020

º A presença, na volta do sonho e tempo... º







Era névoa, neblina densa...

Jerrye insistia em caminhar...

O fazia como se algo procurasse

para todos os lados ,estava a olhar...




Nada via e, pela estrada, prosseguia

Era insistente, teimosa,

 sabia que o iria encontrar

De repente, uma parada...




Olha ao longe...

- É aqui! É aqui!

Sinto a energia, sinto o brilho

do girassol que, em sonho, plantei aqui...




Jerrye avança, caminha bem direcionada

ainda que neblina não deixasse ver quase nada...




As névoas então já se dissipam

olha, vê algo a lhe sorrir...

Era ele, amarelo e lindo,

que do sonho, passou a existir...




Hoje ela o tem em sua lembrança

e lhe acompanhará até da vida o final




Aquele girassol, do seu tempo de criança

nunca deixará que lhe aconteça o mal!

chica



12/09/2020

º Equilíbrio ... º

Foto da Manu


A taça no muro da varanda 
linda e tão bem equilibrada,
uma coisa pode bem a todos confirmar...
Quem a conseguiu deixar assim, 
tão segura e bem colocada,
Ainda de pilequinho, 
não conseguiu ficar...
Tomara nem fique!!!😊😊😊

chica

03/09/2020

ºNo armário da vida... º





Quanta coisa nesse armário
há muito, tanto para olhar
as mãozinhas vão testando
prontinhas para tudo tocar


Assim conosco, há de tudo
no grande armário da vida...
Tanto vemos, tanto queremos
até erramos na coisa escolhida...

Saber bem ver, observar
a magia e o puro encanto...
"Eu preciso" e "e eu quero"
são bem diferentes, no entanto.


No grande armário da vida
as gavetas saber distinguir
Umas, embora bem coloridas
seu conteúdo, pode até nos ferir...




* Na foto, Santiago bem pequeninho, visitando a casa de minha mãe, sua bisavó, que tinha um armário mágico, porém SÓ PARA OLHAR!!!rsrs...

(Talvez por isso, passou por todos e está lá... Mas e depois???)

O armário ainda lá está, infelizmente sozinho na casa,agora vazia, desocupada... 

A dona do armário, ainda numa clínica, doente, internada. De que vale tanto guardar?

De que vale tanto de objetos acumular?

Fica a reflexão!

chica


01/09/2020

º Tá combinado? º


Minha participação no DESAFIO MENSAL da Marta Vinhais:

O desafio deste mês é, e tendo como base a imagem, escreverem um poema/texto com ou sem humor sobre o bebé ou sobre o cão ou sobre os dois.
O vosso poema deve ter obrigatoriamente a frase " É MINHA, estás a ouvir???"
As regras são as habituais; boa sorte, divirtam-se....

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Somos lindos, bem sabemos.
ambos temos nossos "pneuzinhos".
Por ora, nos acham umas gracinhas,
quando crescermos, teremos probleminhas...
Assim, enquanto der, vamos os quitutes aproveitar,
Só te digo uma coisa: quem nos dá comida é minha mamãe. É MINHA,estás a ouvir???
Por isso, é justo, a parte maior do doce, será pra mim, tá bom?
Mas sempre que quiseres, no dia do espinafre, contigo vou repartir...Esse sim! Entendido?


beijos, chica

23/08/2020

º Qual seu nome???? º



AR DIDA andava deprimida.

Gostava de falar , reclamar mas o seu mundo andava muito certinho...
Nada estava fora de lugar...
Chato isso...Vou falar o que?? Que vida mais sem graça!!!
Não aguento de tanta tristeza!


Foi até o Dr. De Pressão que lhe disse que isso era coisa de amor tecido...


Precisava arrumar um novo amor... Haveria de conseguir, mesmo que não acreditasse ou fizesse força pra isso.


Um dia, estava num barzinho, pediu uma soda e de repente ao seu lado, vê um rapaz lindo.


Após olhares, ele puxou assunto e de repente, estavam num animado papo. Se apresentaram...


- Sou a AR DIDA

- Eu sou o PI CANTE e um dia talvez saibas meu sobrenome!

A amizade cresceu, se encontraram muitas vezes, o amor nasceu...Ele porém não revelava o nome...

Casaram e a cerimônia foi de AR REPIAR e o padre diz:

_ Sra. AR DIDA recebe como seu marido o Sr. PI CANTE MOLE ?
Ela olhou, entendeu o mistério mantido e disse:
-Não!
Tudo acabou...

AR DIDA  saiu da igreja, tomou um chá de Ur TiGA e se afogou chorando...

Agora seu mundo não estava mais sem graça! 


Havia o que contar e reclamar!

* Brincando com nomes...

beijos, chica

14/08/2020

º Raiz e amizade... º



Quando raízes dão origem à flores, 
é tão lindo de ver e acompanhar...
Pelos caminhos de nossas vidas, 
cabe sempre cada canteiro olhar...


 Na certa em alguns dias,
sequer suas cores poderemos ver. 
Noutros, elas pulando nos chamarão, 
pra nosso coração e olhos aquecer!

chica




* Essas flores são de uma raiz chamada amizade e ganhei da Ailime e deixo aqui um carinho pelo seu niver que será comemorado nessa próxima semana, dia 17.






07/08/2020

º Dúvida? º




Diva desce os nove andares do seu prédio até chegar à garagem, pronta para entrar no seu carro.

Abre a porta. Num segundo, torna a fechar, chaveando o carro.

Pelo celular chama um táxi.

Nele entra e após cinco quadras, num acidente o táxi capota e só ela morre, jogada na estrada.

Destino?


(((o)))o(((o)))o(((o)))


* Essa é minha participação no Desafio da Vanessa Vieira.
Cliquem pra ver e poder participar: AQUI

01/08/2020

º Janelas, portas, trancas e.... º

Nessa manhã, como sempre "grudada" na Rádio Gaúcha, no meu parceiro radinho de pilhas, a comentarista citou essa música, cantada por Nana Caymmi  (Compositor: Danilo Caymmi E Paulinho Tapajós) 


A letra inteira aqui está, mas escolhi apenas alguns versos dela pra trazer...

"Abre a tranca da janela por favor
Que o pior da tempestade já passou
Tem um sol se espreguiçando no jardim
Gritando assim
Abre a porta pra mim
Desfaz a prisão
Não há mais razão
Não há mais porque
Querer se esconder da vida

Abre os olhos e desperta, por favor
Que o pior da tempestade já passou..."

Ouvi e não pude deixar de voar em imaginação, desejando logo o dia no qual poderemos realmente, SEM MEDOS, e com total segurança, abrir as trancas  não apenas de de nossas janelas , mas também das  PORTAS, para a vida novamente lá fora viver...

Quando chegará esse dia? Quando, de verdade, essa tempestade passará?

Creio que, em total segurança, apenas quando a vacina tivermos...

Até lá, vamos tendo os cuidados todos e sem perder a capacidade de sonhar, mesmo em casa!

beijos, chica



24/07/2020

º Sensações... º

Foto da Lia Noronha

Café passando devagarinho...
Um pedaço de queijo da colônia no prato a esperar...
Do forno, um pão quentinho saindo... 
Ah! Como é bom dessa simplicidade desfrutar!

O contrário:  Café da máquina saindo,
a cápsula, mais lixo no ambiente vai parar...
Quando pronto, não curtido, tomado só engolindo
uma fatia de pão, depressa "pra dentro" a colocar!

Quanta diferença nesse mundo!
Os estragos que a pressa faz!
Por isso, curtir gole a gole sem pressa... 
Se podemos, até lindas lembranças  traz!

chica

14/07/2020

º É normal??? º








Fico tantas vezes a me perguntar...

Será tudo está tão mudado 

ou eu que a caducar.

Tantas coisas que vejo não parecem normais ao meu ver, 
mas aí estão... Acostumar?

- É normal festas à la grande fazer, 

se no outro dia, nem grana para comer?

- No colégio, tantas bobagens alunos inventando, festas, caracterizações, balburdias , 

quando ano e provas importante se aproximando?

-Na vida, sentimento de descendo a ladeira nela estar, 

parecendo não ter mais forças nem graça de tudo encarar?


É tudo tão estranho e , de repente, chega a pandemia... Nela, aprendemos "na marra"( quem assim quiser...) que não adianta termos muitos vestidos, muito sapatos, muito de tudo...


Sabem por que?


Ela nos mostrou que com um pequenino vírus em casa presos nos coloca e precisamos, isso sim, chinelos bons, pijamas quentinhos, confortáveis, roupas para em casa estar. Será vamos todos a lição aprender?

Será?  Tomara! 
Mas, infelizmente, 
não é isso que estou a ver!!!

chica

05/07/2020

º O banco e... º




O banco ali parado,

parece por alguém esperar...

Está triste, solitário,

apenas o som do mar para escutar!


Mal sabe ele, ou não está bem lembrado,

que essa calma há logo de acabar!


Tão logo se instale o calor, tantos por ele passarão...

Tantos outros por um lugar nele até disputarão!


Assim, com ele podemos na vida repensar.

Aproveitemos os espaços de trégua de barulhos,

saibamos o silêncio e sons da natureza curtir...

Logo, logo, sem que do tempo nos apercebamos,

tudo novamente pode recomeçar.


Vivamos os ciclos, "ruídos e silêncios" a se alternar...

Garanto que assim a vida, mais linda há de ficar!

chica


* Na certa ,esse banco está triste, esperando o povo poder do mar desfrutar...Mas por enquanto, frio e víruas ,nos mantém EM CASA!


26/06/2020

º Uma tarde "animada"... º







Era uma tarde de muito calor e Selma já havia corrido após o almoço para levar seus filhos, uns à escola, outros em escolinha de arte e finalmente ela chegava, de táxi, diante da delegacia de trânsito.

Como estava muito agitada, nem percebeu um cavalete e tropeçou, voando sua bolsa e seus pertences.

_Será esse um sinal? pensa Selma que dentro em pouco faria o exame final , o de prática de trânsito e balizas para finalmente conseguir sua carteira de motorista.


Havia treinado bastante no carro do marido. Sabia fazer tudo, podiam pedir o que quisessem ela saberia fazer...

Era o que I-M-A-G-I-N-A--V-A!!!

Logo ao se apresentar ao instrutor que lhe acompanharia no exame, sentiu uma leve vontade de rir ao ver seu nome no crachá:  Sr. Mário Calçada..

[ Leu aquilo e pensa:Tomara que esse aí não me deixe no chão...rsrs]


Entraram no carro, ela ao volante, inicia o exame.


Gira ali, faz a volta, à direita. à esquerda , segue , estaciona entre dois carros.


Puxa, estou "abafando" pensava ...

Tentava, mas não conseguia esconder seu nervosismo.

_Estás indo bem, não precisa estar nervosa, disse o homem.


_Deu pra perceber, então?


Nessa hora, Sr.Mário lhe pede que faça um BALÃO e ela imediatamente obedece.

Sente o olhar surpreso dele e um sorriso malvado no canto da boca:

_Esse é o balão?


Não te deste conta que ao invés de retornar pela mesma rua, como deveria ser no caso do balão, dobraste e seguiste em outra rua?


-Nessa hora, Selma literalmente desaba e choramingando diz que nunca ficou TÃO nervosa assim... Que acabara de defender sua tese ao final do curso e nem ali, diante de uma grande banca examinadora, ficou assim...


Ele a olhava parecendo compreender e de repente lhe diz:


-Podemos voltar, o exame acabou.

Selma gritava pra dentro, falando consigo em pensamento: yupi, yupiiiiiiiiiii...acabou essa droga!!! Viva!!!


Porém, ao estacionar diante da Delegacia, encosta tão no meio fio da calçada que o pobre instrutor ,ao tentar sair, teve que passar muito trabalho pois a porta não abria direito.


Ele olhou para ela, que perguntou:


_Quer que eu arrume?


_Não! Pode deixar assim!

Precisava esperar quinze minutos até que chegasse o resultado...Pareciam horas e horas...

Chega a hora!


Abre-se uma porta e chamam:

_ Sra. Selma, pode passar.


Ao entrar, vê Sr. Mário sorrindo... e lhe dá a mão. Aqui está o resultado! 
Agora é só fazer a carteira..
Foste APROVADA!


_Ela feliz. agradece e diz:


_Muito obrigado, o Sr. foi muito legal comigo e me deixou bem à vontade, Sr.Laje... Ops, Sr. Calçada!


Ainda agora estou nervosa, disse rindo e saiu e ao passar pela porta, a alça de sua bolsa se prende à maçaneta...

Olha para trás e o instrutor lhe sorria.


Ufa! Agora estou pronta e segue à esquina para pegar um táxi.


Começaria agora a recolher os filhos nas escolas , mas sua tarde havia rendido e em poucos dias, estaria motorizada...

Havia obtido mais uma conquista!
Valera a pena!!!



chica

18/06/2020

º Modos de ver...º





Imagem ZeroHora,

Tudo lindo, florido...
Sentia-se o perfume das flores coloridas pelo ar...

Ela nada olhava.
Pensava apenas no poço.

Queria nele se "afundar".




Chama sempre a minha atenção o modo de ver as mesmas coisas por diferentes pessoas... 

Sinto dó de quem não consegue nenhuma beleza ver ali adiante... Fica apenas com a dor!

Triste, né?

beijos, chica