30/04/2018

  º O caminho º



Era domingo, dia 3 de janeiro. Acordei às 4:30 da manhã, com forte inquietação. Suor escorria pelo meu rosto, demonstrando que eu não tivera um bom sono. Entretanto, eu sequer me lembrava o que eu havia sonhado. Fui para fora de casa com o intuito de pegar um ar e relaxar, mas acabei me angustiando ainda mais.

Havia um bilhete dentro de um cartão cinza que fora colocado ao lado da porta da residência. Abri prontamente o envelope e me deparei com uma mensagem um tanto estranha, com os dizeres:

“Fuja ou este será o teu último dia.”

Pensei que era algum tipo de brincadeira de péssimo gosto. Joguei o cartão fora e continuei

normalmente o meu dia. Tomei o café da manhã, escovei os dentes, me vesti e fui ao trabalho. As lojas estavam todas fechadas, com cartazes e fitas pretas, e não havia uma pessoa nas ruas. Estava completamente nublado, mas não chovia.

Depois de passar pelos vazios, escuros e silenciosos corredores do prédio, finalmente cheguei ao meu escritório. Nele, havia um mural com fotos de alguns momentos que eu tive. Alguns felizes, outros tristes. Alguns recentes, outros bem antigos. Mas o mais estranho era que eu não conseguia me lembrar quando havia colocado estas imagens no mural.


Por um momento, parei para refletir: não havia ninguém na rua, as lojas estavam fechadas, havia faixas e fitas pretas por toda parte, memórias e fotos no escritório… Foi então que, no meio de tanta escuridão, encontrei a luz da razão. A brincadeira de péssimo gosto, na verdade, nunca foi uma brincadeira.

* TEXTO ESCRITO PELO NENO

29 comentários:

  1. Bom dia. Maravilhoso texto que adorei ler :))


    Hoje:- Conhecer-me-ás no olhar, como ninguém.

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda-Feira

    ResponderExcluir
  2. Chica,

    Muito profundo o seu texto.
    Infelizmente a vida cotidiana tem se tornado cada vez mais uma mera existência e não mais vida como era o propósito do nosso Criador.

    “Fuja ou este será o teu último dia.”
    Quando será que foi nosso último dia de vida, o último que vivemos de verdade? - fica a pergunta...

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
  3. Um excelente texto cheio de suspense de que muito gostei.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Uau! Fiquei impressionada com a originalidade,
    excelência e uma narrativa cativante, senti
    se pega na respiração com o suspense em cada
    pista dada no texto, tudo escrito numa limpedez
    textual, uma síntese magistral, principalmente
    abordando um tema que leva ao suspense e ao
    mesmo tempo uma mensagem de pura filosofia:
    “Fuja ou este será o teu último dia”, o
    lembrete que a vida e a morte estão juntas
    sempre no mesmo caminho, precisamos de
    aprender a nos desapegar desta ilusão que
    somos eternos e temos o controle de nossas
    vidas e rotinas, precisamos compreender que
    podemos ser o melhor (no amor, no afeto...)
    em cada instante...
    Parabéns pelo surpreendente e excelente texto!!!
    Nunca vou esquecer este teu texto, Chica...
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percebo agora que o texto
      foi escrito pelo Neno, por isso,
      meus parabéns ao Neno pelo
      excelente e surpreendente texto!
      Fica também os meus parabéns
      para a Chica pelo talento
      deste neto e esta oportunidade
      destas maravilhosas leituras
      aqui! !

      Excluir
  5. O mau aplauso!! Amei!

    Beijinhos e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  6. Olá Neno,
    Que história fantástica que li do principio ao fim com a respiração suspensa!
    Os meus parabéns pela sua imaginação e talento para a escrita.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o texto Neno! Parabéns para sua talentosa .narrativa

    Bom dia!

    ResponderExcluir

  8. Amiga, hoje estou passando com esse comentário coladinho, mas com todo meu carinho para agradecer sua visita e os votos de que minha cirurgia desse certo e a minha recuperação fosse plena. Obrigada, estou bem melhor com menos dores e tomando os devidos cuidados. Obrigada! Abraços, tenha um feliz dia.


    ResponderExcluir
  9. Uma narração que faz refletir um tantão! Suspense e criatividade do começo ao fim... Gostei!
    Um abraço aos dois

    ResponderExcluir
  10. Uma leitura bem curiosa e agradável à leitura!bj

    ResponderExcluir
  11. Uma leitura bem curiosa e agradável à leitura!bj

    ResponderExcluir
  12. Seguindo os passos da vovó inspiradora...amei!!
    Parabéns ..continue assim!
    bjins meus.

    ResponderExcluir
  13. Realmente um excelente texto, capaz de prender o leitor até ao fim...Para quando a continuação?
    beijos.

    ResponderExcluir
  14. Fez-me lembrar um filme que vi um destes dias na Netflix
    Um casal jovem foi de férias.
    De repente desapareceu toda a gente (como se fosse um feriado).
    Só que, o que parecia engraçado de início. A graça desapareceu e deixou de existir.
    Encontrar alguém vira obsessão.
    Nós gostamos de estar sós, mas acompanhados.
    Quando ficamos sós, mesmo sós, sem ser por nossa vontade, a vida deixa de fazer qualquer sentido.
    Chega a depressão. Fica o vazio. Para quê lutar? Ou porquê?
    Não sei onde pretendes chegar...
    Faz-nos pensar!
    Bjs,
    Dida

    ResponderExcluir
  15. Neno, surpreendente seu escrito! Cruzes, até senti medo! Verdade! Ficou aos poucos como uma forte mensagem de fugirmos da mesmice de nós mesmos, estarmos mais atentos, fortes para as situações que andam aparecendo no Planeta. Vá em frente, vá em frente! Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Muito bom, a resposta está nas entrelinhas e no mundo em que vivemos, nada é mais seguro. E pode ser nosso último dia!!!
    Está nascendo um escritor!
    Blog novo, Chica???
    Que bom!!! Beijos aos dois!

    ResponderExcluir
  17. Fica-se preso ao texto do começo ao fim...uma bela metáfora da finitude desta vida, de como podemos ser surpreendidos pelo inesperado, ainda que raras vezes a vida nos mande bilhetes de alerta.
    Um feliz final de semana!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  18. Um texto impecável, muito bem escrito, cheio de suspense, que prende a atenção até ao ultimo minuto!
    Parece até de autor policial com grande experiência na escrita...
    Parabéns, Neno. Seguindo as pisadas da vovó... :)

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  19. Chica
    O escrito constitui um belo e verdadeiro conto policial, tendo a suspende como alma. Amei!...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Deu um medinho, mas ao ir lendo vai se prendendo, querendo saber o final...adorei...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  21. Que susto..adorei Chiquinha
    bjuss de
    Bom final de semana •B🙃m d🌷a ☀️😎

    ResponderExcluir
  22. Que legal, parece que escrever bem está no DNA, parabéns, envolvente!

    ResponderExcluir
  23. Ai que suspense. Deus medo. Agora é só imaginar o fim. Não é Neno. Bem criativo. Parabéns. Bjs Chica

    ResponderExcluir
  24. Uma história com suspense, parece uma novela. Gostei de ler, parabéns para o escritor! Abraços

    ResponderExcluir
  25. Um texto impecavelmente bem escrito onde o suspense nos prende a todo o instante.De uma mente donde se espraia a ação, o conflito sempre em suspensão.
    Muitos parabéns, Neno.
    (Penso que foste o autor...)
    Beijinho

    ResponderExcluir
  26. Um texto muito bem escrito que nos deixa em suspense, será
    que terá continuação?

    Beijos Chica

    ResponderExcluir